Devido a grande ocorrência de furacões no atlântico arquitetos e planejadores urbanos estão tentando cada vez mais criar cidades à prova de tempestade para minimizar a perda de vidas e a perda de propriedades. Novas tecnologias e processos serão necessários para proteger a terra e a infra-estrutura da poderosa água e vento associada a esses eventos climáticos catastróficos.


O arquiteto, Koen Olthuis está desenvolvendo uma casa à prova de furacão, que as valas aterrissem a favor de um local aquático. O conceito de acomodação de luxo foi projetado para flutuar em vias navegáveis ​​próximas, como baías e rios. A colaboração também afirma que a nova ideia de habitação é a prova de furacão. Chamados de “iates habitáveis” por seus criadores, as casas são capazes de sobreviver mesmo ao clima mais extremo, ela possui um sistema hidráulico que ancora o prédio no fundo do mar e ao mesmo tempo eleva-lo acima do nível normal da água para evitar inundações.

Os “iates” são alimentados por energia solar e coletam água da chuva para reutilização a bordo. Ainda não há muitos detalhes de como funciona a acomodação móvel, mas o conceito será lançado no Fort Lauderdale International Boat Show no final deste mês.


A Startup Arkup descreve a visão de sua empresas dizendo: “O crescimento urbano, o aumento dos mares e a independência energética são desafios importantes para nossa geração. Nossa solução é um conceito de vanguarda exclusivo da vida na água. Uma combinação de pesquisa em energias renováveis, inovação tecnológica e design e estilo de ponta situa sua nova casa entre o mar e a cidade”.
O primeiro protótipo do projeto poderá ser visitado no próximo ano no rio Miami, com vendas esperadas para começar o verão de 2018. As casas serão vendidas por cerca de 2 milhões de dólares.

Imagens: Arkup

Por Any Karolyne Galdino – Engenharia É